Facebook Twitter Instagram Youtube
Orlando Morais
300-101 pdf 200-310 pdf 210-060 pdf 200-355 pdf 640-911 pdf 300-075 pdf 300-208 pdf 300-070 pdf 300-360 pdf 642-998 pdf

BLOG

18
dezembro 2018
Embed com foto do orlando olhando para o lado | Orlando Morais: 39 anos de sucesso

Orlando Morais: 39 anos de sucesso

Cantor, compositor, músico… essas são apenas algumas das características do artista Orlando Morais. Filho de um fazendeiro com uma artista plástica, Orlando de Morais Filho nasceu no dia 22 de janeiro de 1962, na cidade de Goiânia – GO e o crescimento em meio à natureza foi fundamental para o desenvolvimento de seus dons artísticos.

Com apenas 6 anos de idade, ele já chamava a atenção de todos ao redor por tocar piano nas festas da escola e nas reuniões de família. Em 1979, com 16 anos, foi para o Rio de Janeiro e a veia artística ficou ainda mais intensa. Começou então a cursar Artes Cênicas e, no mesmo ano, já ganhou o primeiro prêmio musical em um disputado concurso no Conservatório de Música.

A partir daí, começou a carreira como músico e, em 1982, surgiu um convite para se apresentar no Hotel Vermar, em Portugal. Foram 2 anos de apresentações de piano e novos desafios; a realidade de viver da música começou a se aproximar. Após esses 2 anos, ele seguiu para a França e lá deu continuidade à carreira, tocando em um dos bares mais badalados do país.

Depois dessa temporada fora, voltou ao Brasil e montou a banda Cavalo de Tróia com amigos e começou então a mostrar todo o seu talento como cantor e compositor. Então, em 1990 resolveu iniciar a carreira solo com o álbum Orlando Morais, que tinha canções em parceria com Cazuza e Caetano Veloso. O sucesso veio com o Prêmio Sharp na categoria Pop-Rock para a canção Portuga, em parceria com Cazuza.

No ano seguinte, Orlando lançou o segundo álbum da carreira, intitulado “A Rota do Indivíduo”, que lhe garantiu mais uma vez indicação para o Prêmio Sharp. O terceiro álbum da carreira saiu em 1993 já com uma das músicas fazendo parte da trilha sonora da novela “Mulheres de Areia”, da TV Globo e sendo uma das mais pedidas nas rádios na época. Com isso, Orlando recebeu o Prêmio FM, concedido aos artistas mais executados nas emissoras de rádio de todo o Brasil.

Já em 1995, com “Abismo Zen”, o quarto disco da carreira, a música “O que vem a ser felicidade” foi tema da novela “O Rei do Gado”, também da TV Globo, e lhe rendeu mais uma indicação ao Prêmio Sharp. O resultado foi tão positivo que, neste mesmo ano, o show de Orlando começou a ser levado para fora do Brasil, fazendo sucesso nas cidades de Havana e Veradero, em Cuba.

Um ano depois, o álbum “Abismo Zen” foi lançado em Paris, pelo produtor Bruno Boulay, fundador do selo francês Totem Records e especialista em World Music. Mesmo conquistando o público europeu, Orlando voltou ao Brasil e se apresentou diversas vezes no Rio de Janeiro. As apresentações foram sucesso total, com ingressos esgotados, fãs alucinados e apoio total da crítica.

Já no quinto álbum, em 1997, Orlando intercalou versões atualizadas de sucessos anteriores com músicas inéditas. E, para fechar o ano com chave de ouro, recebeu o Prêmio Qualidade Brasil 1997, concedido a empresários e personalidades que têm na marca a realização de um trabalho de qualidade. Mas a história de sucesso na carreira não para por aí!

Em 1998, Orlando recebeu convite para assinar a trilha sonora do filme Doña Bárbara, uma co-produção hispano-americana filmada nos EUA e na Argentina, tendo assim a primeira experiência de música nas telas do cinema. Apesar de todos os sucessos próprios, Orlando sentia vontade de homenagear os compositores dos quais era fã e assim fez em 1999.

Nesse ano, ele lançou o álbum “Sete Vidas”, que contava apenas com duas canções inéditas, sendo todas as outras versões de Orlando para sucessos de Lulu Santos, Gilberto Gil, Caetano Veloso e muito mais. Ao longo dos anos seguintes, ele lançou diversas músicas, clipes, shows e teve muitos momentos marcantes na carreira, até que, em 2002, ano em que completou 40 anos de vida, Orlando ganhou seu primeiro Disco de Ouro, pelas vendagens do CD “Na Paz”.

No ano de 2003, Orlando finalizava a mixagem de seu novo CD, intitulado “Tudo Certo”, com todas as faixas produzidas por ele e gravadas em seu Estúdio OM. E ratificando o sucesso do CD, a Crowley do Brasil, órgão que mede as execuções em rádios no país, divulgou que Orlando Morais foi o artista mais executado em 2004, na categoria MPB. Um belo motivo para ser celebrado no ano de 2006, quando Orlando completava 15 anos de carreira!

Nos anos seguintes, Orlando continuou a expansão de sua carreira internacional, participando de vários projetos com músicos internacionais, aumentando sua visibilidade e mantendo um rico contato com outras culturas. Em 2010, ele retorna ao Brasil, sem abandonar a carreira internacional, e lança um dos mais recentes trabalhos, o CD “Lá”.

Mesmo com estrondoso sucesso tanto no Brasil quanto no exterior, Orlando ainda queria mais e, em 2013, lançou o DVD Orlando Morais e Rivière Noire – Ao Vivo na Margem do Largo Norte, em parceria com o baixista francês Jean Lamoot e com o guitarrista guadalupense Pascal Danae. O trio Rivière Noire busca fazer conexões musicais entre África, América do Sul e Europa. Apenas 2 anos após o lançamento do DVD, o trio recebeu o prêmio francês “Victoires de la musique” de melhor álbum na categoria música do mundo. Além disso, em 2016 mais um prêmio francês chegou para os amigos, novamente na mesma categoria, o German Press Music Awards (prêmio da crítica especializada alemã).

Já no Brasil, no ano passado, lançou uma música em parceria com a cantora Claudia Leitte, intitulada “Minha Guia”, na qual os dois artistas viram personagens animados no clipe da canção. Além disso, regravou, ao lado de Joelma, um grande sucesso da carreira, a música “Cruzando Raios”, abertura da novela “Anjo Mau”, de 1997, da TV Globo.

Já são 39 anos de carreira, 10 CD’s, 2 DVD’s, mais de 100 canções, muitas parcerias, inúmeros shows pelo Brasil, Portugal, Orlando, França, e apenas o desejo de que ainda venha muito mais pela frente. Que os próximos anos nos reservem ainda muitas experiências, música e sucesso!

No Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *